O que são óleos essenciais?

o que são óleos essenciais

De onde vêm os óleos essenciais?

Uma variedade de plantas cobre a Terra de diferentes formas, tamanhos, cores e aromas. Muitas dessas plantas contêm compostos que normalmente não podem ser vistos a olho nu, pois encontram-se dentro das raízes, flores, sementes, cascas ou outras áreas da planta. Estes compostos são conhecidos como óleos essenciais. São altamente concentrados, tornando-os extremamente poderosos. Também chamados de compostos aromáticos voláteis, os óleos essenciais conferem à planta o seu aroma, protegem-na contra as duras condições ambientais e insectos e até participam na polinização das plantas.

 

A ciência por trás dos óleos essenciais

Quando você ouve a palavra "volátil", você pode pensar que tem uma conotação negativa, no entanto, no caso dos óleos essenciais, a volatilidade refere-se à capacidade de uma substância alterar o seu estado rapidamente. 

A composição química dos compostos aromáticos voláteis nos óleos essenciais permite que eles se dispersem rapidamente pelo ar. É por isso que você pode sentir imediatamente o aroma forte de um óleo essencial a partir do momento em que abre o frasco, mesmo à distância. 

 

Como funcionam os óleos essenciais?

À medida que os compostos aromáticos voláteis se movem rapidamente pelo ar, você sente o aroma quando os compostos interagem directamente com sensores no cérebro. Com mais de 3.000 tipos de compostos aromáticos voláteis descobertos até agora, é importante notar que estes compostos determinam grandemente o benefício, aroma e natureza de cada óleo essencial. Por causa da composição química única, cada óleo essencial irá variar de espécie para espécie, e até de planta para planta. A delicada proporção de constituintes aromáticos encontrados em qualquer óleo essencial é o que o torna único e lhe confere benefícios específicos. 

Uso de óleo essencial ao longo da história

Óleos Essenciais não são uma Nova Tendência

Enquanto alguns vêem os óleos essenciais como uma nova tendência, o uso de extractos de plantas e produtos à base de plantas está profundamente enraizado nas tradições do passado. Civilizações antigas usavam plantas para  aromaterapia, cuidados pessoais, práticas de saúde, cerimonias religiosas, tratamentos de beleza e preparação de alimentos.

Como os óleos essenciais eram usados ​​antigamente?

O uso de óleo essencial não é uma moda passageira, mas sim uma tradição de longa data iniciada séculos atrás em civilizações em todo o mundo.

  • Egipto: os egípcios usavam produtos à base de plantas em tratamentos de beleza, preparações alimentícias, rituais funerários e cerimonias religiosas. 
  • Grécia: Na Grécia antiga, homens como Homero e Hipócrates exploravam os usos aromáticos das plantas, com base em descobertas feitas pelos primeiros egípcios. 
  • Roma: Os romanos antigos costumavam usar extractos de plantas para massagens, perfumes e banhos perfumados. 
  • Irão: Nos tempos medievais, as pessoas na região do Irão usavam e comercializavam especiarias ou resinas para perfumaria e manutenção da saúde. 
  • Índia: A medicina ayurvédica, um sistema holístico de cura nativo da Índia, desenvolveu-se ao longo de cinco mil anos e inclui o uso de compostos aromáticos e vegetais. 
  • China: Durante séculos, as práticas tradicionais chinesas incluíram o uso de materiais vegetais para promover o bem-estar. 
  • França: René Gattefossé, um químico francês, é creditado como o primeiro a cunhar a frase “aromaterapia”, estudando e pesquisando óleos essenciais no século XIX.



Como são feitos os óleos essenciais?

É importante notar que nem todos os óleos essenciais são produzidos da mesma maneira. 

A pureza de um óleo pode mudar dependendo da localização geográfica, métodos de destilação, clima e outros factores. Além disso, não importa quão bem uma planta é seleccionada, cuidada e colhida, a qualidade de um óleo essencial pode ser preservada ou destruída durante o processo de destilação. Devido à atenção aos detalhes e à precisão necessária na destilação, produzir Óleos Essenciais é uma arte. 

Os destiladores devem ser minuciosos e prestar muita atenção aos métodos de colheita, temperaturas, tempo de destilação, a quantidade de pressão usada, etc.

Como uma planta se torna um óleo essencial?

O processo exacto para produzir um óleo essencial irá variar dependendo do tipo de planta usada. No entanto, a ideia básica é que as plantas passam por um processo específico de destilação, usando máquinas especiais para separar o óleo essencial da planta. O óleo essencial encontra-se em diferentes partes da planta, muitas vezes em quantidades microscópicas. Durante o processo de destilação, a maquinaria separara o óleo essencial da parte original da planta. Por exemplo, quando óleos cítricos são produzidos, máquinas são usadas para separar o óleo essencial da casca da fruta.

 

Usando óleos essenciais hoje

Embora os óleos essenciais e os extractos vegetais tenham sido usados ​​há séculos, os óleos essenciais ainda possuem aplicações relevantes hoje em dia. Com o avanço da tecnologia, melhor qualidade, potência e segurança, os óleos essenciais são agora mais acessíveis e fáceis de usar no dia a dia. Embora os óleos essenciais tenham sido usados ​​com frequência como parte de práticas culturais e tradições do passado, agora temos cada vez mais evidências científicas e pesquisas para mostrar a eficácia e a natureza segura dos óleos essenciais nos nossos dias.

Óleos Essenciais Benéficos para a Saúde

Nos tempos antigos, as pessoas usavam óleos essenciais e partes de plantas para melhorar sua saúde e bem-estar. Como os óleos essenciais podem ser usados ​​para aliviar irritações ocasionais da pele, promover a digestão saudável, apoiar uma boa saúde bucal, criar sensações de vias respiratórias livres e muito mais, elas são uma escolha popular para aqueles que desejam manter uma boa saúde.

Os óleos essenciais oferecem uma variedade de benefícios, e cada indivíduo experimenta o uso de óleo essencial à sua maneira. Felizmente, a diversidade de óleos essenciais torna-os uma maneira útil de manter a saúde, mesmo para aqueles que têm problemas de saúde específicos, procuram diversos benefícios para a saúde ou sentem sensibilidade. 

O uso de óleos essenciais tornou-se popular porque permite que o usuário adapte a experiência a seus desejos e necessidades específicas, em vez de se contentar com uma solução genérica.

 

Os Benefícios Emocionais dos Óleos Essenciais

 

Com estruturas químicas únicas, cada óleo essencial contém uma variedade de benefícios para o utilizador. Alguns óleos essenciais possuem propriedades suavizantes e tonificante, enquanto outros são conhecidos como energizantes, edificantes, aquecedores ou renovadores. Como os nossos corpos passam por uma série de emoções e estados físicos ao longo de um único dia, os óleos essenciais podem ajudar-nos a gerir e manter o bem-estar. 

O design químico de um óleo essencial proporciona benefícios específicos. Alguns óleos essenciais são úteis para a limpeza ou purificação, enquanto outros fornecem uma sensação calmante para a pele. O aroma dos óleos essenciais também pode criar uma reacção química no cérebro, provocando emoções e respostas internas.

Nosso olfacto pode produzir respostas poderosas, mentais, fisiológicas e emocionais.